+569 63036485 | +569 92290576 | +56 65 2634979 | palafitoverde@gmail.com

ARTES E OFÍCIO DE CHILOÉ

A arte local em Chiloé foi expressa através de diferentes materiais desde os tempos antigos. Madeira, rochas, vime, lã, foram e ainda são a base da fabricação de artefatos cotidianos.

Lã: Tecelagem é uma das práticas mais tradicionais de artes e ofícios de Chiloé, que começa durante o verão após o corte das ovelhas, a lã é limpa, fiada e lavada. É tingido com frutas e legumes locais chamados pello-pello, maqui, arrayán, tepa, barba de palo, entre outros, dependendo da cor que preferir.

FIBRA: A tecelagem é uma das práticas de artes e ofícios mais tradicionais de Chiloé, que começa durante o verão, após o corte das ovelhas, a lã é limpa, fiada e lavada. É tingido com frutas e legumes locais chamados pello-pello, maqui, arrayán, tepa, barba de palo, entre outros, dependendo da cor que preferir.

MADEIRA: Talvez a arte local mais representativa em Chiloé seja aquela feita com madeira. Barcos, casas, móveis e utensílios de todo tipo. Destaca-se o trabalho dos carpinteiros, que são artistas na construção de navios e barcos de pesca, tão necessários para a pesca e o transporte entre a multidão de ilhas em todo o arquipélago. E, claro, há a abundante arte religiosa: igrejas e santos são embelezados pelas mãos dos artesãos especializados. A arquitetura da maioria das igrejas é formada por navios invertidos, com esta embarcação especial transmitida desde a chegada dos espanhóis.

ROCHA: Fogões, tijolos e churrasqueiras locais são feitos de “cancagua”, uma rocha vulcânica, meio arenosa e de relativa dureza que permite que seja esculpida com facilidade. Por ser único para a ilha, seus produtos são extremamente valiosos e escassos.